Observando este blog alguém poderia perguntar, "porque tanta atenção à Síria?"

Simples:
- é o maior ataque físico contra a cristandade nos últimos tempos (incluindo o Iraque);
- é o maior risco de eclosão de uma nova guerra mundial (e de fato, com o planejado ataque dos EUA contra Síria, impedido pela Russia, os EUA mudaram de planos e agora desestabilizam diretamente a Ucrania, quintal da Rússia);
- é um dos últimos países que resistem contra uma nova ordem mundial sem Deus (http://nonpossumus-vcr.blogspot.com.br/2014/01/comentario-eleison-numero-cccxxxix-339.html );
- é notavelmente um dos pontos (junto agora com Ucrânia e Gaza) de maiores pecados contra o Oitavo Mandamento, por parte da maioria da mídia (pecado grave que coloca em risco a salvação de muitos jornalistas).
Nota - os textos em itálico acima foram incluídos em 15/8/14.


terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Putin Orders Saudi Arabia “Destroyed” After Volgograd Terror Strikes

Possível, mas pouco provável:



A grim memorandum circulating in the Kremlin today written by Federal Security Services (FSB) Director Alexander Bortnikov outlining the new security measures being put into place throughout Russia ordered by President Putin a few hours ago in response to the deadly Volgograd terror attacks further warns that Russia’s leader has, in effect, vowed to “destroy” Saudi Arabia as he personally is blaming them for this horrific crime against humanity.

http://www.whatdoesitmean.com/index1728.htm

Twin blasts targeting a train station and a trolley bus in the city of Volgograd which killed at least 31 people follow a threat by Saudi Arabia to attack Russia using Chechen terrorists if Moscow did not withdraw its support for President Assad in Syria.
http://dprogram.net/2013/12/31/suicide-bombings-follow-saudi-threats-to-attack-russia/

http://noticia-final.blogspot.com.br/2013/12/putin-ordena-destruir-arabia-saudita.html

Terroristas na Síria jogam futebol com cabeças de civis

Desde o início do conflito sírio, alguns países da região, como a Arábia Saudita, Qatar e outros ocidentais, incluindo os Estados Unidos e seus aliados, vem fornecendo apoio tanto financeiro quanto logístico a grupos armados para derrubar o governo de Bashar al-Asad.
Na semana passada, o ministro do Exterior russo Sergey Lavrov afirmou que os países ocidentais já admitem que a permanência de Bashar al-Assad no poder na Síria é muito mais conveniente do que os terroristas que estão no país a lutar para lhe tirar do poder.

http://www.iranews.com.br/noticia/11462/terroristas-na-siria-jogam-futebol-com-cabecas-de-civis

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O HOMEM DO ANO DE 2013 E'... O SOLDADO SIRIO



In poche parole - se non ci fosse stato l'incredibile coraggio del soldato siriano - Putin non avrebbe avuto la possibilità di tenere la sua posizione di principio sulla Siria, semplicemente perché la Siria sarebbe stata travolta dai quei mangiatori-di-fegato che sono i wahabiti e non ci sarebbe stata più nessuna Siria da difendere. Peggio ancora, la "linea di difesa" politica e militare sarebbe arrivata al confine iraniano e a tutto il Golfo Persico. Quanto a Hezbollah, si sarebbe trovato pericolosamente bloccato tra i sionisti da una parte e le scimmie medievali mandate dalle monarchie del Golfo e dai loro agenti pagati in Libano.

È vero, l'esercito siriano è stato aiutato da Iran, da Hezbollah e, forse troppo, dalla Russia, ma questo è rimasto in gran parte segreto. Eppure, il soldato siriano è stato letteralmente la pietra miliare di tutta la Resistenza in Medio-Oriente, e se quel soldato siriano fosse stato vinto o si fosse scoraggiato, l'intera Resistenza ne avrebbe sofferto molto.

Naturalmente , il soldato siriano doveva dimostrare il suo coraggio per lottare contro la coalizione internazionale che aveva messo insieme le forze speciali ufficiali occidentali e i teppisti-assassini wahabiti provenienti da tutto il pianeta. Ma ha anche dovuto mostrare un diverso tipo di coraggio per non perdersi d’animo con i cosiddetti "amici della Siria" che si sono incontrati in una riunione internazionale per scegliere come schiacciare la Siria.

Ci è voluto un coraggio molto speciale per il soldato siriano per non restare disgustato e amareggiato quando ha visto l'ondata dei tradimenti provenienti da tutto il mondo arabo e musulmano, specialmente dalle prostitute politiche di Hamas e dal resto degli "intellettuali" palestinesi che si sono schierati con lo zio Sam e con il suo impero. Posso solo immaginare l'angoscia sentita dai soldati siriani quando gli hanno detto che la Russia, l'Iran e Hezbollah non avrebbe offerto altro che qualche parola, mentre tutto l'Occidente avrebbe messo soldi, pistole e addestramento per fomentare la rivoluzione. Eppure lo spirito combattivo del soldato siriano non si è incrinato, nemmeno quando certi generali siriani hanno tradito i loro colleghi ufficiali e hanno disertato per andare con  i loro benefattori occidentali.
http://www.comedonchisciotte.org/site/modules.php?name=News&file=article&sid=12735

domingo, 8 de dezembro de 2013

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Guerra mundial contra a Síria

Guerra injusta e infame.  O mundo, em especial Arabia Saudita, e depois EUA e Israel, financia (ou apoia) ininterruptamente terroristas contra o governo de Assad e contra o povo sírio, que na sua grande maioria apoia o presidente. E outra boa parte do mundo se cala, consentindo. E a grande mídia mundial em uníssono repete a fábula de que há uma "guerra civil" na Síria, onde o "regime de Assad" combate "a oposição", a qual por sua vez clama por "liberdade", num clima de "primavera árabe"...  E a grande boiada mundial acredita nestas fantasias (dignas de enredo de escola de samba), ou o boi nem sequer a ouviu mencionar, tão ocupado que está em futebol, "black fridays", facebook, etc. etc.   E está durando tanto quanto as duas guerras mundiais.
É portanto, uma Guerra Mundial, talvez a Terceira.
 
Pode ser que Assad não resista por muito tempo.  Mas será sempre lembrado como:


 
Bashar al Assad
e o Exército Árabe Sírio
Defensores do Cristianismo
2011 - 2014


Siamo sotto attacco degli jihadisti stranieri che portano morte e distruzione": serie di villaggi cristiani sotto attacco
http://oraprosiria.blogspot.com.br/2013/12/siamo-sotto-attacco-degli-jihadisti.html

Bashar al-Assad: “Nossa guerra contra os sauditas continua”
http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2013/12/bashar-al-assad-nossa-guerra-contra-os.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+redecastorphoto+(redecastorphoto)

Soldados do exército sírio, com um tanque, patrulham rua devastada no distrito de al-Khalidiyah, centro da cidade síria de Homs, em 31/7/2013.

 
Damasco, Siria. Ataque al Norte. Lucha por la autopista (Parte 4.2)